Advogada especialista em divórcio: veja a importância de contratar uma especialista

Por Tatiane Oliveira da Silva

 

A advogada especialista em casos de divórcio é uma profissional altamente requisitada, visto que este é responsável por orientar e representar uma ou ambas as partes em um processo de rompimento de vínculos patrimoniais.

Geralmente, processos de divórcio costumam ser complexos, pois envolvem partilha de bens, guarda de filhos e demais fatores. Portanto, a advogada especialista em casos de divórcio possui um papel fundamental, tendo atendimentos de forma personalizada, com soluções que beneficiam as partes envolvidas.

1. A importância de uma advogada especialista em divórcio

A presença de uma advogada especialista em casos de divórcio é de extrema importância para auxiliar em orientações extrajudiciais e para representar o casal, ou apenas uma das partes, no divórcio.

O processo de separação é delicado e necessita de uma atenção especial, visto que pode tomar diversos rumos. Mas não pense em contratar somente uma advogada de família. Contrate uma profissional especializada em divórcio e de excelência. Esta irá compreender melhor as questões jurídicas e emocionais presentes em todas as situações, encontrando a melhor solução para os problemas do divórcio.

As partes irão decidir se o divórcio será consensual/amigável, estando de acordo com todas as questões do divórcio. Neste caso, será necessário realizar apenas a oficialização, alteração, divisão e as demais questões que envolvam o processo.

Se as partes optarem por um divórcio litigioso, onde ambas não se encontram de acordo com as questões que envolvem a separação, a advogada se torna essencial para a realização de um acordo que beneficie ambas as partes, ou caso não haja acordo, proteja o patrimônio e demais interesses de seu (sua) cliente.

2. O que levar em consideração na escolha de uma advogada de divórcio?

Procure uma advogada especializada!

Uma das principais dicas para a escolha de uma advogada em casos de divórcio é que a profissional seja especializada em direito de família. Além disso, é melhor optar por uma profissional especializada no caso específico pelo qual você o procura. A formação e conhecimento na área é indispensável, pois é importante que a profissional entenda os processos relacionados a direito de família e esteja atualizada com toda a legislação deste meio.

Advogada de família experiente!

As consequências de um mau aconselhamento jurídico podem ser terríveis para as partes, por isso é importante a contratação de uma advogada de família que já tenha experiência em processos de família e entenda como as coisas funcionam.

Contrate uma advogada de família honesta!

É de extrema importância que a advogada que será contratada seja realista das possibilidades concretas da resolução do caso e deixe claro quais são as possibilidades legais existentes. Uma advogada de família que traz falsas expectativas poderá frustrar e gerar situações desagradáveis ao andamento do processo de divórcio.

Escolha uma advogada empática!

Ao lidar com casos que envolvem muitos sentimentos e emoções, como o divórcio, a advogada de família deve ser uma pessoa empática, para poder ouvir e entender seu

cliente. E para isso é importante que a profissional passe confiança, para que todas as questões em jogo sejam expressas sem medo. Ela deve, também, se colocar no lugar do seu cliente, se envolver e procurar a melhor solução para o caso.

Obtenha referências de clientes antigos!

Para a contratação de uma boa advogada, procure por referências de clientes antigos da profissional que está em análise, pois nada melhor que conversar e adquirir informações de quem já teve experiências com a advogada.

3. O que é necessário saber na hora de contratar uma advogada?

Contratar uma advogada especialista em divórcio é um ótimo começo de uma forma segura no divórcio. Porém, é necessário levar em consideração demais requisitos ao escolher a profissional correta.

Antes de contratar uma advogada, é importante que você pesquise se existem opiniões de clientes expondo suas histórias e a forma como o escritório os ajudou. Como dito acima, sem dúvidas, essa referência é a melhor maneira de avaliar o trabalho de um bom advogado.

Além disso, é importante que a advogada faça parte de um escritório de advocacia bem estruturado, visto que a assistência que ele dará ao caso de separação será extremamente plausível, pois contará com vários outros advogados especializados para resolver o seu problema.

Se você reside em Canoas, busque uma advogada de divórcio em Canoas, pois quanto mais perto de você a advogada estiver, menos despesas processuais você terá, além de facilitar na hora de tirar dúvidas pessoalmente.

Ainda, busque a profissional pelo site do escritório onde trabalha, veja se ele traz informações da especialidade da profissional, procure o conteúdo jurídico sobre a área que você precisa, pesquise as redes sociais da advogada para disseminar seu conteúdo de interesse do público e pegue referências com antigos clientes da profissional.

Entender esses pontos é fundamental para uma boa contratação, com a certeza que desfrutará de todos os benefícios em contratar uma advogada!

4. Principais erros ao contratar uma advogada para fazer o divórcio

Erro 1: Contratar sem conhecer o trabalho do advogado

Erro 2: Não conferir se o advogado é especialista em Família Erro 3: Deixar de entrar em contato por medo de ter que pagar algo

Erro 4: Não tirar as dúvidas

Erro 5: Não falar sobre a rotina e as necessidades dos filhos

Erro 6: Não conversar sobre formas de pagamento dos honorários

Erro 7: Procurar o profissional apenas com base no preço dos honorários

5. Quanto custa uma advogada de família em Canoas e região?

A decisão de contratar uma advogada é muito relevante. Afinal, existem dezenas de fatores que devem ser levados em consideração.

E acredite: o preço cobrado pela advogada não deve ser o fator principal. Experiência, conhecimento técnico, equipe e agilidade são pontos que merecem – e muito – a sua atenção.

A Ordem dos Advogados do Brasil delega às seções estaduais da OAB o dever de publicar tabelas mínimas de honorários dos serviços prestados pelos advogados, visando à manutenção da dignidade da profissão. Trata-se da famosa “Tabela da OAB”.

Nos casos em que a tabela indicar honorários em valor determinado e também em percentual, o valor determinado deve ser entendido como valor mínimo habitualmente praticado e o segundo como sendo o percentual médio para fins de honorários de êxito. Na ausência de especificação, 1/3 da verba honorária contratada deverá ser paga no ato da outorga da procuração, outro tanto até a sentença de primeiro grau e o restante no final da ação judicial.

É lícito ao advogado contratar a prestação de serviços em valores superiores aos previstos nesta tabela. Portanto, não é possível aferir os honorários adequados antecipadamente.

Contudo, são sugeridos como critérios:

(i) o grau de zelo do profissional, o seu renome, experiência e especialização na matéria;

(ii) o lugar de prestação do serviço;

(iii) a natureza e a importância da causa e

(iv) o trabalho realizado pelo advogado e o tempo exigido para o seu serviço, bem como o emprego da tecnologia na prestação dos serviços.

A falta de dinheiro muitas vezes impede a contratação de um advogado. Há três alternativas para superar a dificuldade financeira e conseguir assessoria jurídica:

(i) o juizado especial cível;

(ii) as defensorias públicas e

(iii) os escritórios de assistência judiciária das faculdades de direito.

O auxílio das defensorias públicas pode ser obtido buscando informações nos respectivos sites, como a Defensoria Pública do Estado do RS.

Conclusão

Os advogados atuam para que as normas sejam cumpridas e o momento de procurar a advogada de família especializada em divórcio é quando surge a necessidade de se resolver um problema através de uma atuação especializada.

Vamos pensar num pai que ao sair de casa é impedido de ver os filhos e precisa ingressar com ação de regulamentação de visitas para assegurar a convivência.

Outro caso é o da esposa que está se separando e tem medo que o marido desvie os recursos do casal. Ela precisa que a advogada ingresse com uma ação para bloquear os bens.

Há, entretanto, ocasiões em que a advogada é procurada pelo cliente que precisa de informações para decidir ou agir diante de uma situação. Neste momento, a advogada não é procurada para agir e sim para informar.

Tomemos o exemplo de uma pessoa que está amadurecendo a ideia da separação, mas antes de tomar a decisão precisa se consultar com a advogada para entender os detalhes do divórcio.

A partir de informações esclarecedoras a advogada responde as dúvidas e explica sobre os direitos e deveres das pessoas envolvidas.

Na maioria dos casos, a consultoria também é preventiva, pois a advogada orienta o cliente a evitar problemas.

Se, ainda assim, você tiver alguma dúvida sobre esse assunto entre em contato conosco e converse com a nossa equipe jurídica especializada na área.

Entrar em contato com especialista

Gostou do conteúdo? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Advogada, casada, apaixonada por animais. Formada em 2003. Especialista em Direito Civil, Família, com ênfase em Divórcio, Inventário e Partilha de Bens. Proprietária de escritórios, situados em Alvorada, Canoas e Porto Alegre.

Serviços:

Divórcio, Dissolução de União Estável, Inventário, Guarda, Alienação Parental, Interdição e Medida Protetiva.

Entrar em contato com especialista

Leia mais artigos como esse em https://www.tatianeosilva.adv.br/blog

Deixe um comentário